Páginas

08 julho, 2014

Cruzadas

me diz em língua falada
o que não esconde teu olhar.
na palavra ou no desvio
dos passos, passo a passo
passei.

dissemos sem nem dizer e
delatamo-nos um ao outro,
como ladrões que
se roubam ao mesmo tempo.

Mas longe de ser crime,
te notar fora do tempo
e dentro do espaço.
pretensa pretensão
do sorriso ao tato.

1 comentários:

incerto certo disse...

- TE FAZES EM MAR -


PELO (A)MAR IMPERFEITO
OSCILA COM AS ONDAS
E NÃO É DESFEITO

TUDO SE CRIA EM DEFORMIDADES
NADA É FEITO SÓ DE VERDADES

E SE ME PERMITAS
FARELOS, MIGALHAS
AREIAS CARREGADAS
DE PRAIAS SÃO FORMADAS

SE A VIDA É FEITA DE FARSAS
NÃO TEM O QUE SE DESFAÇA
POIS A VIDA NASCE DO INEXISTENTE
E DE MENTIRAS JÁ BASTA O PRESENTE

SE NOS ARRASTES PENSOU QUE ME AMASSE
FACILMENTE LIMPASTES NA FUGA DO IMPASSE?

ONDAS GRILAM A ROCHA JÁ ESFACELADA
QUEM NÃO SE PRENDE EM CRISTAIS É FACILMENTE EMBALADA

E QUEM QUER SER COMPLETAMENTE COERENTE?
SABEMOS QUE NEM TODO SILÊNCIO É INDIFERENTE


QUE ESBARREMOS NESSA CORRENTE

Postar um comentário

 
 
Copyright © Navios Naufragados
Blogger Theme by BloggerThemes Design by Diovo.com